quinta-feira, julho 14, 2005

Indo

Indo
Na esperança de chegar
Mas a estrada vai crescendo
Se alongando na minha frente
Cada vez mais distante
Sem conseguir fitar o horizonte
Penso em você
Esta em todas as paradas
Sentada
Esperando uma palavra de carinho
Ofereço minha mão a você
Não consigo falar

Quero continuar
Te escolho para brincar
Olhando para trás
Você não esta mais lá
O que será diferente?
Que me atrai até tão longe
Longe de fronteiras e horizontes
Onde ninguém vai estar
Vendo a noite passar
Tão devagar

Pequenos sonhos partidos
Fazem uma trilha entre estradas
Onde você esta?
Em todo lugar sinto seu olhar
Posso ver entre nevoas e neblinas
Distante da vida que me cerca
O que completa minha alma
Alegra meu coração
Mas esta tão longe
Não consigo alcançar
O lago morto está a minha frente
Tão fundo quando o mar

Quero saber onde estou indo
Ver tudo passar por mim
Sem nome
Só sombra desfigurando
Formando manchas pelo chão
Tão grandes
Dão novas formas aos morros
Mas não ao que sou

E o que sou eu?
Perto do universo em expansão
Que é você
Da imensa vontade e curiosidade
Fica estreito o que sinto
É mais intenso que isso
Não faz parte dessa estrada
Não segue aquela trilha deixada
Luta para ser igual
Diante dos tropeços e engasgos
Não acaba
Sua voz deixa apaziguada
A agitação triste dessa alma

3 comentários:

Anônimo disse...

bonito o texto, sandro.
mó deprê. mas, tá valendo.

Ginger Squid disse...

Sinto q me esqci de fazer alguma coisa...

Ginger Squid disse...

Comentar no seu flog ñ esqci a qstão é q ñ tinha espaço...qto ao time, isso nunk me passaria pela kbça...ñ sou q nem o seu amigo traidor! hauahau